Presidente da CESC visita novas escolas

Na manhã de hoje (28), o deputado Prof. Reginaldo Veras, presidente da Comissão de Educação, Saúde e Cultura da Câmara Legislativa (CESC) visitou mais duas escolas do Distrito Federal, o CAIC Bernardo Sayão e o Centro de Ensino Médio 3 de Ceilândia. Segundo o parlamentar, "até o final desta legislatura, o objetivo é conhecer a realidade de todas as escolas públicas distritais", destaca.

No CAIC Bernardo Sayão, a equipe de professores e gestores trabalha com alunos da Educação Infantil, Integral, além de estudantes do 1º ao 5º ano nos dois turnos. Apesar do prédio atender as crianças quanto ao espaço físico, há uma necessidade urgente de reforma e manutenção na escola. Outra demanda diz respeito a segurança dos estudantes. Como o terreno da escola é muito grande, é necessário a implantação de alambrados que separem as turmas e garantam mais tranquilidade aos pais e professores, bem como auxiliem na divisão das turmas por níveis de ensino. "Muitas vezes as crianças da Educação Infantil se perdem dentro da própria escola. Quando a professora vai procurar o aluno, por exemplo, acaba encontrando-o próximo as turmas do Fundamental", esclarece a diretora Neuza Maria da Silva.  

A estrutura da escola é boa e inclui sala de vídeo, sala de dança/teatro e até mesmo uma piscina, que, infelizmente, está inutilizada atualmente. Segundo a diretora, ela atendia muito bem todas as turmas e também a comunidade. A unidade CAIC também não recebeu o PDAF este ano, o que impossibilita pequenos reparos necessários dentro do espaço de ensino. 

O deputado Prof. Reginaldo Veras fará indicações, na próxima semana, na tentativa de solucionar os principais problemas na infraestrutura do prédio.  O parlamentar afirmou que a estrutura da piscina é muito boa e ela precisa voltar a atender a comunidade e os alunos. "Nos colocamos à disposição na tentativa de sanar os principais problemas e trabalharemos para que a piscina do CAIC Bernardo Sayão volte a funcionar", frisou Veras.

Música na escola

A visita ao Centro de Ensino Médio 3 de Ceilândia foi motivada, sobretudo, pelo Projeto Banda Marcial. A iniciativa carrega 37 anos de história e começou no Centro Interescolar 1 de Ceilândia Sul com a criação de uma fanfarra. O grupo de músicos fazia apresentações em todas as regiões do Distrito Federal e ganhou adeptos e novos instrumentos. Com isso, em 1996 a fanfarra foi transformada em banda.

A partir de 2002 a escola sentiu a necessidade de ampliar o projeto e incluiu pessoas com necessidades especiais. Hoje o grupo de músicos se dedica muito e ensaia, inclusive, todos os dias no horário do almoço. Segundo o professor Neftali Júnior, regente da banda, "são inúmeras as dificuldades encontradas diariamente, mas o projeto tem recebido doações e acredita que virão mais investimentos para os próximos meses e anos", explica.

A dedicação do professor Neftali e dos músicos chamou a atenção do deputado Prof. Reginaldo Veras, que, de imediato, se prontificou a confeccionar os panfletos e os cartões de visita da Banda Marcial. O material tem como objetivo divulgar o trabalho realizado no CEM 3 em todas as regiões do DF. "Este grande projeto merece o nosso apoio para que continue crescendo e prosperando", destacou Reginaldo Veras.

Anna Cléa Maduro (Assessoria de Imprensa)

Fotos: Anna Cléa Maduro

Curta, compartilha, participe!